Arquivo da tag: passeio

Panamá: um canal e o país ao redor

Por: Alessandro Filizzola
Relatos de viagem / fotos com o celular – mobiligrafia

O Canal

Quando se fala em Panamá, deve ter gente até que se esquece que, mais do que um atalho entre o Atlântico e o Pacífico, Panamá é um país. Mais que isso, acredito que poucos saibam que a capital desse país se chama Cidade do Panamá. Panamá é a palavra chave, mas é quase certo que a primeira coisa que vem à mente associada a ela seja o Canal, e depois, talvez um chapéu. Então, vamos começar logo pelo que interessa: o Canal do Panamá.

Este famoso canal que liga o Atlântico e o Pacífico, cortando pelo meio do Continente Americano, foi construído entre 1880 e 1914, mas a rota por entre este estreito no continente já era conhecida pelos nativos desde de tempos pré hispânicos. A construção foi iniciada pelos Franceses, que pegaram a pedreira; e depois pelos Norte Americanos, que erradicaram a febre amarela, promoveram a independência da Colômbia, e em troca ocuparam e tomaram posse de tudo até 1999, quando o controle do Canal passou aos panamenhos. 

Continuar lendo Panamá: um canal e o país ao redor
Anúncios

ESTRADA REAL PARTE I – CARRANCAS / MG

mosaico roteiro carrancas

Para ver o álbum de fotos com outras imagens deste roteiro,
clique nos links:

Álbum de fotos:

Estrada Real Parte I – Carrancas

&

Outras fotos do roteiro: Congonhas, SJD’Rei e Tiradentes

———

 . mapa bh - carrancas mg - alefilizzola Clique aqui para ver no Google Maps este mapa em detalhes. .

Partindo de Belo Horizonte, são aproximadamente 250 km indo pela BR 040 e passando por São João Del Rei (SJDR). O asfalto é bom na maior parte do caminho, exigindo muita atenção apenas nos 30 km entre SJDR e Itutinga, pois está repleto de crateras muito profundas e que chegam a atravessar toda a pista. No mais, está tranqüilo. Na volta, resolvemos evitar a “buraqueira” e conhecer um novo percurso que tem praticamente a mesma distância. Desviamos rumo a Nazareno, Bom Sucesso e pegamos a 381 seguindo até BH. Há também um caminho alternativo, seguindo pela Fernão Dias e passando por Lavras. Esse eu não vi como está, mas me disseram que o trecho entre Lavras e Itutinga está tão ruim como o entre SJDR e Itutinga.

Eu preferi sair de BH pela BR040, pois o objetivo era muito maior do que simplesmente chegar a Carrancas, era ir curtindo o caminho também. Sendo assim, saímos com o dia raiando de BH e só fomos chegar à pousada já no fim do dia.

Parodiando um pouco uma frase que recebi estes dias num e-mail enviado por uma amiga e atribuída a Chamalú, um índio quéchua:

Declaro-me vivo! A chegada não importa, o caminho e a meta são a mesma coisa. Não precisamos correr para lugar algum, apenas rodar cada quilômetro com plena consciência.

Continuar lendo ESTRADA REAL PARTE I – CARRANCAS / MG

TCM 04 – Olhando Belém (jun 2008)

 marca-olhando-belem-c-area-maior-de-protecao-rgb

 layout-postais-olhando-belem-redux

Sobre a concepção deste trabalho

 

A capital paraense apresenta uma característica peculiar e em contra-senso com o que ocorre na maioria das cidades banhadas pelo mar — no caso de Belém, um “rio-mar”, as águas da Baia do Guajará — e com exuberantes recursos naturais: ela cresceu “de costas” para eles.

  Continuar lendo TCM 04 – Olhando Belém (jun 2008)