Boudoir

Fruto dos tradicionais ensaios sensuais, o boudoir se torna uma tendência cada vez mais presente na fotografia 

Texto e ilustrações: Ale Filizzola

O boudoir – se pronuncia “budoar” em português – uma palavra que veio do francês de mais de um século atrás que era usada para nomear a parte da suíte privativa de uma senhora, usada para banho, se trocar e até para confidências, e que já apareceu na moda como tendência inspirada no universo íntimo da mulher –  está também cada vez mais presente na fotografia para mulheres de todas as idades.

Artigo publicado em Jan/2020 na 18° edição da Adriana Chiari Magazine / Londres.
Disponível em: https://issuu.com/adrianachiarimagazine/docs/adrianachiari18/34

Este tipo de fotografia, não necessariamente “mostra” tudo. O objetivo maior não é mostrar, mas sim, insinuar e exaltar sensualidade. O resultado geralmente implica em imagens artísticas e que enaltecem a beleza feminina de todas as formas e idades. Muito além das modelos profissionais, o mercado deste tipo de fotografia que mais cresce tem entre os seus clientes as mulheres comuns que decidem ousar mais que um simples sessão de retratos.

Watercolour and graphite on paper by Ale Filizzola.

Os motivos para este aumento na demanda podem ser muitos, mas geralmente estão relacionados à auto estima e a crescente independência financeira da mulher nos dias de hoje. São mulheres que querem celebrar a elas mesmas ou que simplesmente querem eternizar aquele momento das suas vidas. Pode ser uma promoção, um aniversário, ou mesmo uma plástica ou momento em que elas se sentem especialmente bem consigo mesmas. As clientes geralmente chegam por recomendação e depois de verem o álbum feito por uma amiga, mas recomenda-se sempre averiguar o trabalho e o portfólio do fotógrafo antes de qualquer contratação. As fotos podem ser feitas em estúdio, mas o mais comum é que sejam realizadas na casa da própria cliente ou em quartos de hotel. O estabelecimento da confiança entre o fotógrafo e a cliente são fundamentais para o sucesso deste tipo de trabalho. E o produto final do ensaio geralmente é a impressão de uma revista personalizada e exclusiva onde a cliente é a estrela,  ou, mas comumente, um álbum de luxo nos padrões de um álbum de casamento.

Watercolour and graphite on paper by Ale Filizzola, inspired on Yannick Corboz’s work.

Também é bastante comum que as clientes realizem o ensaio para que as fotos sejam presenteadas aos seus companheiros, sejam namorados, maridos ou até mesmo noivos! Estes ensaios têm como objetivo surpreender aos cônjuges. Para aumentar ainda mais a expectativa dos noivos, por exemplo, as noivas entregam de presente um book com as fotos sensuais. O figurino utilizado no ensaio, pode incluir o véu, fetiches e até mesmo a lingerie que será usada na noite de núpcias.

Watercolour and graphite on paper by Ale Filizzola.

Ah, mas tem “photoshop”?! – O pós-tratamento tem sim, mas o objetivo é de retoque e não o de transformar uma pessoa em outra, ou de criar um corpo irreal. O conceito universal de beleza é cada vez mais inclusivo. Todos os corpos, os tons de pele e idades tem a sua beleza. E retratar esta beleza com delicadeza e bom gosto é justamente o que se busca neste tipo de fotografia.

Indo além do ensaio fotográfico em si, o que está em evidência é a inclusão da diversidade e da aceitação da mulher como ela é. O redescobrimento da mulher real de todos os dias, da mulher possível que se aceita e é feliz, seja ela como ela for. Plus size, cabelos crespos, manchas, cicatrizes, peles de todas as cores e todas as etnias, tudo é lindo e merece ser visto com beleza. Afinal, beleza nada mais é do que uma construção cultural, e os padrões de beleza são relativos. E toda mulher merece sentir-se bonita e feliz com quem ela é. A indústria da moda e cosméticos já começou a despertar para esta realidade, que os fotógrafos já descobriram: o empodeiramento e a autoestima da mulher real.

Watercolour and graphite on paper by Ale Filizzola, inspired on Yannick Corboz’s work.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s