4×4 desaparecidas – relato de trilha

.

Sábado, dia 06 de agosto de 2011

Texto: Norival
Fotos: Alessandro e Marcelo
Vídeo e edição: Cirilo
Trilhas: Desaparecidas, Morro da Arvrinha Seca, Perdidas, Descida do Rio, Corcovas, Maria do Carmo e Antena

 

Encontramos-nos no Ponto Verde por volta das 08:30:

  • Cirilo;
  • Glauber;
  • Kostantino com o Alex de Zequinha;
  • Daniel com o Marcelo de Zequinha;
  • Eu com o Alessandro de Zeca, pois o carro dele ficou de refém nas mão do Fabil passando por um upgrade.

A idéia inicial era subir Maria do Carmo, mas como tinha outros tantos colegas com a mesma intenção (o Ponto Verde tava lotado de jipeiros de todas as tribos), mudamos os planos para não congestionar a trilha.

Fechamos então Desaparecidas – Perdidas, descer o Rio – subir Corcovas.

Partimos do ponto verde e, por falta de comunicação, já me perdi do resto do grupo com o Daniel que estava me seguindo. Passamos direto da entrada para a trilha.

Alguns quilômetros a frente – e muitas tentativas de celular –  voltamos até encontrar o pessoal que nos esperava.

Na entrada da trilha, o Glauber desiste e prefere voltar.  Seu alvará era curto, pois tinha outro compromisso e preferiu não encarar a trilha conosco.

Entramos na Desaparecidas descendo, o que não é muito difícil, salvo por um trecho onde o carro escorrega tendendo ao barranco e daí o risco de quebrar vidro, e um outro onde é muito apertado beirando o barranco. Como estava tudo seco, a chance de escorregar barranco e desfiladeiro abaixo é pequena e os riscos reduzidos.

Saímos em direção ao morro da Arvrinha onde uns motoqueiros estavam tentando subir. O Konsta falou pra mim “se vc for eu Tb vou” e eu na hora: VAMOS!

Descemos até o pé do morro e daquele ponto, olhando pra cima, concluímos que é impossível com tanto cascalho, num morro tão íngreme, impulsionar 2 toneladas de jipe lá pra cima. Melhor não tentar.

Rumamos em direção a Perdidas. As trilhas de modo geral estão fáceis, pois não tem lugar para atolar, portanto, salvo buracos e erosões, o resto vai fácil.

Chegamos ao rio e ao invés de atravessá-lo, descemos por ele até chegar a outro acesso que tem onde uma ponte passa por cima do rio. Um trecho de aproximadamente 1,5 km. Saímos do rio e fomos em direção ao asfalto. Concluímos: vamos pra Maria do Carmo.

Entramos lá tranqüilos e no meio da trilha, a tração traseira do Daniel para. Alguma coisa quebrou (semi-eixo ou algo interno) e o diferencial foi pro espaço. Somente com tração dianteira e ajudado com cinta e guincho, ele foi rebocado o restante da trilha até chegar lá em cima na Antena.

Descemos até Nova Lima pra chamar o reboque que o levaria pra casa. Enquanto aguardávamos, umas cervejinhas no buteco copo-sujo pra rebater um pouco da poeira e molhar a garganta.

O Konsta levou Daniel e Marcelo de carona e eu desci em direção a BH com o Alessandro. Este por sua vez, me passa um SMS enquanto estava em direção a Lagoa Santa dizendo ter deixado a câmera fotográfica no carro. Cheguei em casa e vasculhei tudo no carro, mas só encontrei o seu boné (boné que ele não deu falta e que só depois de uma semana é que o Norival, redator deste relato, foi perceber que o tal boné era dele próprio!). Daí, ligo pra ele preocupado, pois o risco de ter perdido a câmera era grande, e ele responde que estava com ela em casa… tsc, tsc, tsc, o que não faz o álcool com um Zequinha sem o compromisso da direção. Depois fica mandando e-mail tentando ensinar como descer de um carrossel de parquinho…  é difícil…

.

Assista ao vídeo clipe da trilha:  
http://www.youtube.com/watch?v=26PGzMOJ2Gg&feature=player_embedded

.

Veja o álbum de fotos completo da trilha:

4×4 desaparecidas agosto 2011

.

Veja o link para o álbum de fotos do Marcelo:
http://br.groups.yahoo.com/group/dissidentes4x4/photos/album/559093221/pic/list

.

Anúncios

4 comentários em “4×4 desaparecidas – relato de trilha”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s